América Latina tem aumento na adoção de cloud

A adoção da nuvem aumentou 49% no ano passado na América Latina, com 78% das empresas da região optando por uma estratégia de nuvem híbrida. Os gastos com nuvens privadas cresceram 80% em relação aos últimos dois anos. Os dados são do estudo “Cloud será dominante: Todos estão tentando, alguns estão se beneficiando, poucos estão maximizando valor”, desenvolvido pelo International Data Corporation (IDC), com patrocínio da Cisco. A apuração revelou ainda que poucas empresas (31%) estão maximizando o valor que realmente pode oferecer.

De acordo com os números, 73% das organizações latino-americanas estão usando ou planejam implementar alguma forma de nuvem e 91% delas utilizam arquiteturas de microsserviços para desenvolver aplicativos em nuvem.

O estudo afirma também que as organizações enfrentam uma série de obstáculos para alcançar uma maior maturidade de nuvem incluindo deficiência de capacidades e habilidades, falta de uma estratégia e um roteiro bem definido, um legado de estruturas organizacionais de silos entre as áreas de Tecnologia da Informação e Negócios.

A pesquisa ouviu pouco mais de 11 mil executivos e decisores de TI de 6.159 empresas em todo o mundo, sendo 400 delas da América Latina. Na região, 788 profissionais participaram.

Já os resultados globais mostram que cerca de 68% das organizações estão usando cloud para ajudar a gerar resultados de negócios, um aumento de 61% em relação ao estudo do ano passado. O aumento da adoção de cloud está sendo alimentada por aplicativos nativos de nuvem, incluindo soluções baseadas em nuvem, segurança e Internet das Coisas (IoT). No entanto, a maioria das organizações (69%) não tem estratégias maduras de nuvem e apenas 3% têm estratégias de nuvem otimizadas, gerando resultados de negócios superiores.

A maioria das organizações em estágios mais avançados de adoção de cloud vê um benefício anual por aplicativo baseado em nuvem de US$ 3 milhões em receitas adicionais e US$ 1 milhão em economia de custos. Estes aumentos de receita têm sido em grande parte o resultado de vendas de novos produtos e serviços, conquista mais rápida de novos clientes ou habilidade acelerada de vender para novos mercados.

O estudo também revela que 95% destas organizações líderes com estratégias otimizadas de nuvem construíram um ambiente de TI híbrido, que utiliza múltiplas nuvens públicas e privadas baseadas em economia, localização e políticas de governança.

Fonte: CIO 

Posts mais lidos

Microsoft Viva Insights: como melhorar sua gestão pessoal?

O Microsoft Viva Insights fornece, basicamente, algumas informações pessoais sobre dois fatores de extrema importância na gestão pessoal: o seu tempo e a sua produtividade. Ou seja, ele ajuda as pessoas a entenderem como gastam seu tempo e com que o gastam. Com ele, você pode ver – e gerenciar – como gastou seu tempo […]

Gestão de equipes: ajude o seu time a prosperar com o Microsoft Viva

Você já ouviu falar no Microsoft Viva para Gestão de Equipes? Para aqueles que ainda não conhecem, o Viva é uma plataforma de gestão de equipes e experiência de colaboradores, baseado na Microsoft 365 e usado no Microsoft Teams. Além disso, ele reúne comunicações, conhecimentos, aprendizados, recursos e insights para otimizar o fluxo de trabalho. […]

Segurança de dados e mercado de e-Learning: qual a relação?

Com o distanciamento social causado pela pandemia do coronavírus, as edtechs e o mercado de e-Learning, como um todo, tiveram um crescimento acelerado, sobretudo nos dois últimos anos. Mas, a boa notícia é que essa tendência de educação à distância deve continuar em alta, em ambos os segmentos, mesmo agora no pós-pandemia. Pelo menos, é […]

Assine a Newsletter