Medicina Direta utiliza sistema da Microsoft para alcançar mais eficiência

Por meio de consultoria da Dedalus, a empresa otimizou investimentos e obteve melhores resultados com a utilização do Azure, a nuvem da Microsoft

Atuando no mercado desde 2012, a Medicina Direta é uma das principais fornecedoras de soluções em tecnologias para clínicas médicas denominadas outpatients, que são unidades sem leitos, onde o paciente recebe todo o atendimento necessário, mas não há internação. Referência no mercado, a empresa possui certificação NGS2 (Nível de Garantia de Segurança), concedida pelo Conselho Federal de Medicina e pela Sociedade Brasileira de Informática em Saúde e assegura que a empresa possui serviços de segurança e gestão de dados de qualidade.

Além de realizar o desenvolvimento e gestão de sites para unidades deste segmento, a empresa oferece, também, a solução de prontuário eletrônico. O software realiza toda o processo de gestão de tarefas das unidades, como o agendamento de consultas, controle e solicitação de exames e prescrições médicas, finanças e, até mesmo, o CRM com os pacientes.

O sócio-fundador da empresa, Tiago Delgado, explica que, hoje, a companhia atende desde consultórios pequenos, até redes de clínicas líderes no mercado de saúde. “Com o crescimento que vem ocorrendo no setor de saúde, sentimos a necessidade de aumentar a performance e disponibilidade em nuvens. Isso porque, considerando a especificidade da atividade dos nossos clientes que lidam com vidas, contar com um sistema seguro e estável é primordial”, destaca Delgado.

Ganhos de eficiência

Diante deste cenário, a Medicina Direta contou com a consultoria da Dedalus – empresa líder em serviços de Cloud Computing e Dados – para realizar um diagnóstico visando à otimização dos investimentos e obtenção dos melhores resultados na estrutura Data Center. O serviço ofertado pela Dedalus contou, ainda, com o monitoramento de todo o sistema para evitar gastos desnecessários.

Com apoio da Dedalus, a empresa passou por um processo de migração de sistemas para a nuvem Azure, da Microsoft. Segundo Delgado, a mensuração dos benefícios ainda estão em andamento, mas a companhia já enxerga um ganho de performance e disponibilidade do sistema.

O processo implementado pela Dedalus ajudou, ainda, a Medicina Direta reduzir custos e gerenciar melhor o seu fluxo de caixa. “Possuíamos os nossos contratos de Data Center geridos em dólar, o que nos deixava expostos à variação da moeda. Após converter os contratos para o real, obtivemos mais previsibilidade nos gastos, algo essencial que nos permitiu saber, exatamente, o que investir no fim do mês ”, finaliza o sócio-fundador da empresa.

Solicite contato

Assine a Newsletter