Microsoft investirá US$ 3 bilhões em estratégia cloud na Europa

Microsoft investirá US$ 3 bilhões para impulsionar sua estratégia de cloud computing no mercado europeu. Satya Nadella, CEO da fabricante, detalhou planos para dobrar a capacidade de entrega de serviços em nuvem na região.

“Continuamos a investir pesado em infraestrutura cloud para atender o crescimento da demanda de nossos clientes e parceiros na Europa”, afirmou o executivo. “Construir uma plataforma confiável, inteligente e global é o centro de nossa missão”, adicionou.

Como parte da estratégia, a Microsoft revelou planos de oferecer AzureOffice 365 e Dynamics 365 a partir de múltiplos centros de processamento de dados situados na França.

A estratégia de investimento da Microsoft atende uma crescente pressão de nações que integram a União Europeia por temas como localização de dados em serviços cloud. Os investimentos devem ajudar a fabricante no posicionamento de serviços na região.

Fonte: Computerworld

Posts mais lidos

Microsoft Viva Insights: como melhorar sua gestão pessoal?

O Microsoft Viva Insights fornece, basicamente, algumas informações pessoais sobre dois fatores de extrema importância na gestão pessoal: o seu tempo e a sua produtividade. Ou seja, ele ajuda as pessoas a entenderem como gastam seu tempo e com que o gastam. Com ele, você pode ver – e gerenciar – como gastou seu tempo […]

Gestão de equipes: ajude o seu time a prosperar com o Microsoft Viva

Você já ouviu falar no Microsoft Viva para Gestão de Equipes? Para aqueles que ainda não conhecem, o Viva é uma plataforma de gestão de equipes e experiência de colaboradores, baseado na Microsoft 365 e usado no Microsoft Teams. Além disso, ele reúne comunicações, conhecimentos, aprendizados, recursos e insights para otimizar o fluxo de trabalho. […]

Segurança de dados e mercado de e-Learning: qual a relação?

Com o distanciamento social causado pela pandemia do coronavírus, as edtechs e o mercado de e-Learning, como um todo, tiveram um crescimento acelerado, sobretudo nos dois últimos anos. Mas, a boa notícia é que essa tendência de educação à distância deve continuar em alta, em ambos os segmentos, mesmo agora no pós-pandemia. Pelo menos, é […]

Assine a Newsletter