Unisys mostra estímulo de CIOs pela adoção de nuvem

Pesquisa realizada recentemente pela Unisys mostrou que em 72% das empesas a área de tecnologia tem liderado o movimento da jornada para nuvem. O estudo da empresa mundial de serviços e soluções de Tecnologia da Informação ouviu mais de 200 profissionais nos Estados Unidos e apontou que a redução de custo é o maior atrativo para 63% dos entrevistados. Os números comprovaram ainda que 62% das companhias enxergam cloud como uma forma de obter acesso mais rápido à capacidade computacional. 

Outra constatação da pesquisa foi que 67% dos participantes acreditam que, pelo menos metade dos recursos de TI estarão hospedados em nuvem até 2018 e , com isso, o CIO terá mais recursos para desempenhar tarefas que agreguem valor ao negócio e tornem a tecnologia uma vantagem competitiva.

Fonte: Computerworld

Posts mais lidos

Microsoft Viva Insights: como melhorar sua gestão pessoal?

O Microsoft Viva Insights fornece, basicamente, algumas informações pessoais sobre dois fatores de extrema importância na gestão pessoal: o seu tempo e a sua produtividade. Ou seja, ele ajuda as pessoas a entenderem como gastam seu tempo e com que o gastam. Com ele, você pode ver – e gerenciar – como gastou seu tempo […]

Gestão de equipes: ajude o seu time a prosperar com o Microsoft Viva

Você já ouviu falar no Microsoft Viva para Gestão de Equipes? Para aqueles que ainda não conhecem, o Viva é uma plataforma de gestão de equipes e experiência de colaboradores, baseado na Microsoft 365 e usado no Microsoft Teams. Além disso, ele reúne comunicações, conhecimentos, aprendizados, recursos e insights para otimizar o fluxo de trabalho. […]

Segurança de dados e mercado de e-Learning: qual a relação?

Com o distanciamento social causado pela pandemia do coronavírus, as edtechs e o mercado de e-Learning, como um todo, tiveram um crescimento acelerado, sobretudo nos dois últimos anos. Mas, a boa notícia é que essa tendência de educação à distância deve continuar em alta, em ambos os segmentos, mesmo agora no pós-pandemia. Pelo menos, é […]

Assine a Newsletter